Arquivo da tag: artista plástica

Mari Pavanelli: amor e cor.

mariLado BMari Pavanelli é formada em propaganda e marketing e atua no mercado online como analista de produtos.  Também é artista autodidata, fato que deixa seu lado B encantadoramente colorido. “Meu lado B sempre foi desenhar, hoje em dia transformo meus desenhos em grafite pelos muros da cidade e venho migrando meu trabalho para as telas”, diz a artista. “Me dedico à arte todos os dias, estou sempre estudando e criando nas minhas horas vagas.”

Faixa 1 – Há cerca de dois anos, Mari decidiu colocar mais cor em um sábado cinzento e úmido. Munida de spray, saiu em busca de seu primeiro muro.  “Quando encarei o muro pela primeira vez, tinha certeza que algo ali era familiar, como se eu me sentisse em casa”, conta. “Comecei grafitando um coração alado, mas quando percebi eu vi que não era apenas cor que tinha colocado em um muro cinzento, e sim muito carinho, como forma de demonstrar meu amor e gratidão pela cidade.”

Capa – Nos domingos seguintes, Mari continuou a mostrar seu amor pela cidade e percebeu aos poucos seu estilo nascer, com suas flores expressadas em movimentos orgânicos. Hoje a artista garante que o grafite lhe ensinou muito. “Com o grafite eu aprendi a doar mais, a dividir mais, a respeitar as diferenças, e a me entregar com amor e dedicação a tudo o que eu fizer”, afirma. “Poder expressar os sentimentos mais sinceros que existem em meu coração através da minha arte, seja no grafite ou nas telas, é como viver a realização de um sonho todos os dias. É o meu melhor!”

Fotos: divulgação

Fotos: divulgação.


Histórias de Leticia Matos

Lado B – Leticia Matos é artista plástica, idealizadora do projeto 13pompons. Além dele, ela tem outras duas paixões: Yôga e literatura. “Pratico Yôga há 11 anos, pelos menos 3 vezes por semana. Acabei me dedicando e estudando bastante essa filosofia que acabei fazendo formação para ministrar aulas”. kapodasanaApesar de não ser sua atividade principal, a artista reserva um tempo para dar aulas particulares. “Faz parte de mim essa busca pelo autoconhecimento, que vai muito além de alongar o corpo, aprender a respirar melhor, esvaziar a mente de tanta informação e deixar o intuicional fluir melhor. E aí entra a literatura, a paixão pelos livros e pela construção de histórias”, conta. “As duas coisas se complementam. Conhecer mais o outro, me conhecer através do outro e observar minhas atitudes, emoções a partir disso tudo”.

Letras – Todas essas histórias, criadas mesclando um pouco da artista e das pessoas, têm ligação com o projeto 13pompons, que embeleza com tricô árvores, orelhões e postes de diversas cidades. “A história que se constróe enquanto teço se agrega a história de cada objeto, árvore, peça que aplico meu trabalho. Me encanta produzir algo atemporal, que vem carregado de sentimentos e que aos olhos dos outros se transforma em outra história”.http://instagram.com/p/RYmbB2GlOS/

Capa – História longa é a de Leticia com os livros. Desde criança ela gosta de ler. “Durante 4 anos participei de uma oficina de literatura, arriscando a escrita de contos”. Até hoje ela não desgruda dos livros, além de manter o hábito da escrita. “Faço anotações diárias e remexo em textos meus cerca de uma vez por semana. É fascinante viver histórias que de certa forma são minhas, que tem um pouco de mim, que tem algo do que eu talvez vivesse se estivesse naquela história. Ou não! Ou simplesmente a experiência de entrar em outros universos, sem julgamentos. ‘Seiva e risco’ é o que resume esse mergulho em outros universos e que me compõe. É o que está presente na minha vida e no meu trabalho”, diz. “Esse meu lado B me completa e transforma o meu trabalho em algo único, carregado de tudo que sou, penso e acredito”.

Fotos: Divulgação

Fotos: Divulgação


%d blogueiros gostam disto: